COM NOVA FÁBRICA FIOCRUZ VAI QUINTUPLICAR PRODUÇÃO DE VACINAS

 

Graças à construção de uma nova fábrica, a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), vai quintuplicar sua produção de vacinas. A obra custará R$ 6 bilhões, sendo R$ 4,5 bilhões oriundos da iniciativa privada e os outros R$ 1,5 bilhão do governo.

A nova fábrica ocupará uma área de 580 mil metros quadrados, custará R$ 6 bilhões. A licitação para as obras do futuro Complexo Industrial de Biotecnologia em Saúde da Fiocruz, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. A licitação para as obras deve ocorrer em fevereiro, segundo informou ontem (28/01), a vice-diretora de gestão e mercado do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Biomanguinhos), Priscila Ferraz, em reunião da Comissão de Representação da Câmara do Rio de Janeiro para o Desenvolvimento Econômico e Tributário.

Saiba mais: O ERRO DA DEPENDÊNCIA DE VACINAS IMPORTADAS

A produção da nova fábrica visa suprir o Plano Nacional de Imunização (PNI) e ampliará a capacidade brasileira de atender ações de solidariedade internacional, como a Unicef e a OPAS, organismos ligados à ONU e à Organização Mundial da Saúde nas Américas.

O contexto da pandemia mostrou que o Brasil não pode depender de vacinas provenientes do exterior e a iniciativa da Fiocruz é bem bem vinda, mas para romper com a dependência, não basta fabricar, é preciso pesquisar e desenvolver vacinas nacionais, o que requer investimento em pesquisa como ação complementar ao investimento em fábricas.

 

Tags:
,
Paulo Moura
Paulo Moura
dextrajornalismo@gmail.com
Sem Comentários

Postar Um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.