EX-MODERADOR DO FACEBOOK DENUNCIA CENSURA CONTRA CONSERVADORES

O portal conservador Project Veritas entrevistou na semana passada, Ryan Hartwig, ex-moderador de conteúdo da gigante de mídia social no estado do Arizona. Hartwig aforma que que recebeu ordens da empresa para apagar posts de candidatos conservadores nas eleições passadas nos EUA. De acordo com ele, o Facebook interferiu nas eleições censurando conservadores em eleições fora dos EUA também: “Os moderadores excluíam, em média, 300 postagens por dia”, afirmou.

Na estrutura do Facebook, os moderadores de conteúdo são chamados de “executivos de processos”. A função deles é identificar e classificar se os conteúdos são permitidos, retirados ou encaminhados para a supervisão, noutro nível hierárquico dos controles da empresa.

Para comprovar sua denúncia, Hartwig usou uma câmera escondida para gravar as provas que entregou ao Project Véritas. Ele filmou o supervisor da sua equipe de controle de conteúdo, Steve Grimmett, afirmando que as postagem dos “Trump suporters” se equivalem aos conteúdos de cunho nazista:

Veja nesse link, o vídeo da entrevista de Hartwig ao site Project Veritas.

Tags:
,
Paulo Moura
Paulo Moura
dextrajornalismo@gmail.com
Sem Comentários

Postar Um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.