FACEBOOK VAI RECORRER PARA NÃO EXCLUIR CONTAS DE ATIVISTAS NO EXTERIOR

O Facebook, que retirou do ar os perfis de ativistas conservadores por ordem de Alexandre de Moraes, no dia 24 de julho, desta vez resolveu não atender a ordem do magistrado e, ao contrário do Twitter, vai recorrer com as contas registradas no exterior no ar. A empresa de Mark Zuckerberg alegou ver como extrapolação da jurisdição brasileira ser obrigada a aplicar a censura no exterior afirmou em nota pública: “Respeitamos as leis dos países em que atuamos. Estamos recorrendo ao STF contra a decisão de bloqueio global de contas, considerando que a lei brasileira reconhece limites à sua jurisdição e a legitimidade de outras jurisdições”. Segundo a FSP, a empresa que obedecer a determinação de censurar perfis no exterior, por decisão de um juiz sem jurisdição fora das fronteiras nacionais, abriria um precedente prejudicial ao funcionamento da plataforma. Trata-se de uma questão de sobrevivência do negócio, e não apego à liberdade de expressão, portanto.

Paulo Moura
Paulo Moura
dextrajornalismo@gmail.com
Sem Comentários

Postar Um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.