FUNDADOR DO PARLER, SEUS FAMILIARES E EQUIPE SOFREM AMEAÇAS DE MORTE

Segundo informações da emissora norte-americana de jornalismo Fox News, o fundador do Parler, John Matze, seus familiares e membros de sua equipe são vítimas de ameaças de morte.

A denúncia consta de um processo judicial cujo conteúdo veio ao conhecimento público no dia 15/01, no qual consta o relato de que funcionários do grupo de Matze “estão sofrendo assédio e hostilidade, temendo por sua segurança e de suas famílias e, em alguns casos, fugiram de seu estado natal para escapar da perseguição”. Segundo a Fox News informa, o próprio Matze “teve que deixar sua casa e se esconder com sua família depois de receber ameaças de morte e violações invasivas de segurança pessoal”.

Numa entrevista que Matze concedeu à emissora na semana passada, o CEO do Parler relatou que o grupo hacker autodenominado UGNazi tornou públicos dados pessoais dele, tais como senhas e endereços. Além da invasão de privacidade, Matze foi alvo de ameaças de invasão de sua residência por parte do mesmo grupo.

Paulo Moura
Paulo Moura
dextrajornalismo@gmail.com
1 Comentário
  • Avatar
    Sergio Luiz Martins da Rochas
    Postado em 22:30h, 18 janeiro Responder

    Muçulmanos perseguem e matam cristãos, globalistas perseguem conservadores, só falta começar a matar.

Postar Um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.