PAULO GUEDES DIZ QUE HAVERÁ COMPENSAÇÃO PARA ISENÇÃO DE IMPOSTOS SOBRE DIESEL E GÁS

O intrigante silêncio do ministro Paulo Guedes ao longo de todo o conflito do presidente Bolsonaro com o presidente da Petrobras em torno da questão do preço do diesel e do gás passou ao largo da percepção dos comentaristas da mídia.

Guedes manteve-se fora dos holofotes e, concluída a mudança na presidência da Petrobras, garantiu a interlocutores que a decisão do presidente Bolsonaro sobre a isenção de impostos federais sobre diesel e gás terá medidas de compensação para a correspondente perda dessas receitas, conforme exigência da Lei da Responsabilidade Fiscal (LRF), informa o Estadão.

A fala de Guedes, vale mais pelo que sinaliza do que pelo previsível conteúdo, ou seja, ao assim agir Guedes sinaliza que não pretende abandonar o cargo.

A missão dos técnicos do Ministério da Economia, agora,  é encontra a solução compensatória. Segundo o Estadão, a solução poderá vir da revogação de benefícios concedidos a diferentes setores, em tributos como IPI, IOF e PIS/Cofins. A escolha deverá recair sobre decisões que dispensem o aval do Congresso.

O jornal informa também, que a área econômica move-se para encontrar uma solução inspirada na atuação do Banco Central no câmbio em medidas para reduzir a volatilidade sem interferir na trajetória do preço.

Paulo Moura
Paulo Moura
dextrajornalismo@gmail.com
Sem Comentários

Postar Um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.