PM DE SÃO PAULO EXPULSA BANHISTAS DA PRAIA COM POLÍCIA DE CHOQUE E BOMBAS DE EFEITOS MORAL

Os sinais da desobediência civil despolitizada da população brasileira estão por todos os noticiários que informam aglomerações de banhistas nas praias do litoral de todo o país e um numero enorme de autuações de bares, restaurantes e festas particulares na virada do ano.

Nenhum fato, no entanto, foi mais inusitado do que as imagens que circulam pela redes sociais, de um batalhão da política de choque da PM de SP em formação e portando escudos, jogando bombas de efeito moral em famílias de banhistas na Riviera de São Lourenço, uma praia de condomínios de luxo no município de Bertioga,  litoral norte de São Paulo. O fato aconteceu na manhã do primeiro dia do ano e as imagens, aparentemente capturadas a partir de uma lancha viralizaram no Whatsapp e redes sociais.

A Polícia Militar respondeu argumentando ter cumprido normas previamente determinadas. A prefeitura de Bertioga decretou o fechamento das praias das 19:00 de ontem (31 de dezembro) até às 07:00 da manhã de 01/01.

A PM informa que a operação de dispersão dos banhistas aconteceu por volta das 05:30. As imagens da ocorrência mostra PMs perfilados, portando escudos característicos da polícia de choque jogando bombas de efeito moral, mesmo após o grupo que estava na areia tendo se dispersado.

Outras ocorrência

Outras ocorrências policiais da mesma natureza aconteceram no litoral e interior de São Paulo, com a PM expulsando banhistas na praia de Pitangueiras, em Guarujá (SP). Na véspera da entrada de 2021, a PMSP também usou bombas de efeito moral para dispersar pessoas que comemoravam a a virada do ano em frente a um lago no município de Graça, no interior do estado. Em Campinas também houve registro de ocorrência com bombas de efeito moral usadas para dispersar um grupo de pessoas numa praça em Campinas (SP).

Paulo Moura
dextrajornalismo@gmail.com
Sem Comentários

Postar Um Comentário

treze + treze =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.