PROCESSO DA LAVA JATO CONTRA LULA PODE PRESCREVER POR CAUSA DO STF

Curitiba – O ex-presidente Lula chega à sede da Superintendência da Polícia Federal onde vai cumprir pena (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O processo da operação Lava Jato contra Lula relativo à construção de nova sede do Instituto Lula e do aluguel de imóvel em São Bernardo do Campo (SP) onde o petista mora, pode prescrever em dezembro e réu ficar impune em função de a ação estar travada em Curitiba por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF).

Lula saiu da cadeia em novembro de 2019 depois de o STF deliberar contra a prisão em segunda instância e, desde então, os processos contra ele não avançam. Essa ação, especificamente, está parada por decisão de Ricardo Lewandowski, que ordenou à 13ª Vara Criminal de Curitiba encaminhar à defesa de Lula o acesso a acordo de leniência da Odebrecht.

Saiba mais: POR QUE O STF É ASSIM?

Se Lula não for julgado até dezembro deste ano, o processo será prescrito e o réu não poderá mais ser julgado pelos crimes que são objeto da ação, na qual o petista é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro.

O Ministério Público Federal (MPF) ao STF, essa semana a retomada da tramitação do processo para evitar a prescrição.

Paulo Moura
Paulo Moura
dextrajornalismo@gmail.com
Sem Comentários

Postar Um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.