VACINA OXFORD/ASTRAZENECA É APROVADA PELA AGÊNCIA REGULADORA BRITÂNICA

 

A vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford sob financiamento do Laboratório AstraZeneca, e que foi a principal aposta do governo brasileiro desde o início das pesquisas para o desenvolvimento de imunizantes, acaba de ser aprovada (30/12) pela Agência Reguladora de Saúde e Produtos Médicos do Reino Unido.

O governo britânico assinou compromisso de compra de 100 milhões de doses dessa vacina, quantidade que possibilitará a vacinação de 50 milhões de pessoas, já que esse imunizante requer aplicação de duas doses.

Segundo a agência reguladora britânica, a vacina “atende a níveis estritos de segurança, qualidade e eficácia”.

Os dados sobre a eficácia sobre o imunizante forma publicados no início de dezembro na revista médica “The Lancet”.

Segundo o estudo, a vacina é 90% eficaz quando metade da vacina é administrada na primeira dose, seguida de uma dose completa na segunda.

A vacina da Oxford/AstraZeneca vacina está entre as mais baratas e tem a vantagem de poder ser armazenada em refrigeradores normais, ao passo que o imunizante da Pfizer/BioNTech requer temperatura de – 70°C.

Vacina da Oxford foi o primeiro investimento do governo brasileiro

A  Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), laboratório pertencente à estrutura do Ministério da Saúde,  anunciou que deve o registro da vacina de Oxford até a próxima semana. O governo federal já tem contrato assinado para entrega de 210,4 milhões de doses, quantidade que  permitirá vacinar mais de 105 milhões de pessoas ao longo de 2021.

Paulo Moura
Paulo Moura
dextrajornalismo@gmail.com
Sem Comentários

Postar Um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.