FILIPE MARTINS COBROU RECONSTITUIÇÃO DA INFLUÊNCIA CONSERVADORA NO GOVERNO

O assessor de relações internacionais do presidente Bolsonaro, Filipe Martins cobrou, em seu perfil no Twitter, a reconstituição da influência da base de sustentação originária e o resgate do viés conservador do governo. Na tread, Martins fala do enfraquecimento do “núcleo político-ideológico” que levou o presidente ao poder na eleição de 2018.   Segundo Martins, os conservadores perderam influência sobre o presidente e, com isso, o governo se obrigou a acatar propostas e políticas avalizadas pelo establishment. A aproximação com o centrão constituiu o que Martins caracteriza como “neutralismo tecnocrático”, que torna o governo refém dos inimigos da mudança cultural defendida pelo núcleo político-ideológico que pautava o governo. Essa nova postura do presidente, segundo Martins, torna o governo “incapaz de desafiar a ideologia dominante” e aumentaria o custo do apoio ao presidente Bolsonaro.

Paulo Moura
Paulo Moura
dextrajornalismo@gmail.com
Sem Comentários

Postar Um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.