KEIKO FUJIMORI ACUSA ESQUERDA DE FRAUDAR ELEIÇÕES NO PERU

A candidata da direita peruana no segundo turno das eleições presidenciais, cuja apuração está em vias de se encerrar com resultado apertado, Keiko Fujimori, acusa seus adversários de fraude eleitoral. a acusação foi feita em entrevista coletiva na qual alega ter fotos e vídeos de que atas de apuração que atestam  sua vantagem forma anuladas. Keiko informou, também, um funcionário do partido Peru Livre, do candidato extremista de esquerda Pedro Castillo teria adulterado 87 cartões de identificação. Até o momento a candidata não foi atestada.

Em declarações na noite de ontem (07/06), Keiko afirmou que: “Há uma intenção clara de boicotar a vontade popular”. “Não é que estejamos preocupados com a nossa candidatura, é com a defesa do futuro do nosso país”.

Com pouco mais de 95,225% das urnas apuradas até às 06:49 da manhã de hoje (08/06), o candidato da esquerda Pedro Castillo ampliava sua vantagem com votos da zona rural e contava com 50,254% votos contra 49,746% dos votos para Keiko. Observador da OEA, o ex-chanceler do Paraguai Rubén Lezcano, no entanto, informou que o órgão ainda não detectou fraudes.

Paulo Moura
dextrajornalismo@gmail.com
Sem Comentários

Postar Um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.